Semana da Consciência Assexual

domingo, outubro 23, 2016 Sha Capell 0 Comentários



Do dia 23 a 29 de outubro é a Semana da Consciência Assexual. A Asexual Awareness Week - www.asexualawarenessweek.com - foi criada em 2010 nos Estados Unidos para aumentar a visibilidade da assexualidade. É realizado pelo menos um workshop, palestra ou apresentação sobre a assexualidade e ocasionalmente os organizadores entram em defesa dos assexuais na mídia e divulgam o tema na comunidade LGBT.

Nessa semana é recomendado que os assexuais:

●  Tenham uma conversa sobre a assexualidade
●  Contem para alguém que é assexual
●  Realizem uma apresentação educacional
●  Usem as cores que nos representam em camisa, broche, boné, etc
●  Ajudem um assexual
●  Distribuam material sobre o tema
●  Escrevam um post sobre assexualidade
●  Pesquisem na AVEN (asexuality.org)
●  Falem com a comunidade LGBT local

"Sair do armário" é recomendado, porque se ninguém falar, o assunto continuará desconhecido pela sociedade e por tanto o preconceito não será dissolvido. Os assexuais tem opiniões diferentes sobre isso. Confira alguns relatos do nosso fórum:

Acho que meus pais se sentiriam menos desconfortáveis se eu me revelasse homo afetiva do que assexual. Mas não sinto necessidade de assumir para eles. Acho que por serem pais, ficariam chateados. Como muitos progenitores, querem que todos os filhos procriem também." Ana K

Eu só contei para pessoas próximas e no geral agiram bem. Mas tenho a sensação de que eles acham que é frescura ou que é só uma fase." Xingmis

Contei e não tive problemas em me declarar. Obviamente que você vai encontrar piadas e pessoas dizendo que é só uma fase, que você não encontrou a pessoa certa. Ainda não fui considerado gay, mas creio que é porque sempre faço questão de diferenciar uma da outra quando digo. E comigo, pessoalmente, algumas pessoas vieram me perguntar a respeito da assexualidade, no sentido de curiosidade já que não conheciam o termo. Então para mim, foi uma experiencia positiva." Melquisedeque

Só consegui contar para uma amiga que sabia que entenderia e não faria perguntas, mas não pretendo falar pra mais ninguém. Já sabem que não quero casar nem ter filhos, então não preciso entrar em detalhes." Soledad

Não falo nem que todos morram de curiosidade de saber o porquê sou meio diferente. Se conto, com certeza depois ficariam comentando da minha vida pelas costas. Eu por exemplo não tenho família compreensível." Coke

Não vejo a necessidade de chegar e dizer: 'Sou isso'. Não entendo porque a sociedade padronizou que pessoas que não sejam heterossexuais têm que dizer para os outros com palavras claras 'SOU...'" Anônimo

Falei só para 4 pessoas e me arrependi. Basicamente ouço comentários do tipo: 'Assume logo que é lésbica e para de palhaçada', 'Fala isso porque não encontrou a pessoa certa', 'Já que é santa e não faz nada deveria ser canonizada', entre outros. Como recebi esses comentários em troca, decidi que só conto pra alguém se realmente for relevante." Misha

Contei aos meus pais quando fiz dezoito anos! Bem, foi tranquilo, já que eles tem mente aberta, e a cobrança por netos não viria mais pra mim, já que a minha irmã tem um filhote! Mas claro, antes de me descobrir assexual, tive dúvidas. Era adolescente, tinha toda aquela pressão social e tudo mais... Mas hoje, isso não me intimida de forma alguma. Me sinto feliz assim." Temphy


Nós aqui também fizemos nossa parte. Em 2015 alguns assexuais se reuniram nessa semana pela primeira vez em frente ao MASP, em São Paulo. Esse ano houve encontros em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Natal. Veja todas as fotos no nosso álbum: goo.gl/A8Zb1V



0 comentários: